Feira Tom Jobim

feira-tom-jobim_foto-5

A Feira Tom Jobim acontece na Avenida Carandaí, no bairro Funcionários (região hospitalar) e reúne música ao vivo, comidas típicas, e antiguidades, em um total de 20 barracas.

A localização original da feira era na Av. Bernardo Monteiro, mas por ordem da Prefeitura tiveram que se mudar, pois haviam ameaça de moscas nas enormes figueiras da avenida. A nova localização também é super agradável, com arvores que dão sombra às mesinhas que ficam no meio da feira, e é aí que vem a melhor parte, é só se sentar para que umas das moças que trabalham na feira nos atenda, nos servindo a qualquer barraquinha que há por lá. Das diferente comidas é possível saborear, bolinhos de feijão, costelinha, porções de kibe, pastel frito, feijoada e outras comidas típicas. Além disso, para quem curte uma cervejinha, eles servem as latinhas dentro de um isopor para que a pessoa não se preocupe quanto à sua temperatura, apesar de não beber, achei muito válida a ideia.

antig

A parte de antiguidades é uma delícia de se ver, cheio de coisas no estilo vintage, melhor ainda para os criativos de plantão.

antig 2222222222222222

Esse é mais um daqueles lugares para ir e se apaixonar e contar para os amigos. Vale a pena conhecer.

A feira se inicia às 10:00 horas, todo sábado.

Pato Fu

pato

A banda meio rock, meio indie, alternativa, foi formada em 1992 por Fernanda Takai e seus dois amigos, John Ulhoa e Ricardo Koctus. Decidiram se chamar Pato Fu em alusão a uma tira em que o gato Garfield lutava gato-fu. Segundo a vocalista Fernanda o nome da banda é devido ao fato dos integrantes da banda serem desajeitados como patos, já o guitarrista John afirma que queria um nome que não revelasse em nada qual seria o gênero musical da banda, que nunca foi de fato definido.

Com mais de 10 álbuns produzidos, a banda foi considerada pela revista Time uma das dez melhores bandas do mundo fora dos Estados Unidos. Os atuais componentes do grupo são: Fernanda Takai, John Ulhoa, Ricardo Koctus, Glauco Nastacia e Lulu Camargo.

Particularmente adoro o som da banda, acho bem original e gostoso de ouvir, a voz mansinha da vocalista Fernanda Takai, faz com que mesmo os sons mais antigos, não se tornem aquele tipo de música enjoativa, que só é boa de ouvir algumas vezes, é gostoso de ouvir, é gostoso de relembrar.

E por falar em relembrar…

A banda se prepara para turnê do novo álbum; Para maiores informações acesse o site.

Amor Maior

Jota-Quest-divulgação-credito-Mauricio-Nahas-6

E por favor, coloca amor nessa história! mais uma das bandas queridinha do Brasil que é toda nossa.

A banda formada em Belo Horizonte em 1993, primeiramente com o nome J.Quest, foi lançada em meio a diversas bandas que conquistavam seu espaço na época, com uma enorme mistura de estilos, tocando em diversos lugares da cidade.

O primeiro álbum independente da banda foi em 1995, com estilo próprio e uma mistura de black music, rock e pop, que foi passaporte para a gravação do seu primeiro CD com a gravadora Sonic Music em 1996, lançando músicas que foram grandes sucessos, como “Encontrar alguém”.

Dez anos depois do lançamento do primeiro CD, a banda marca presença no cenário pop rock brasileiro. Ao todo são seis CDs, milhares de shows e recordes de público por todo o Brasil, apresentações nos Estados Unidos e também na Europa, onde participou da abertura do Rock in Rio Lisboa.

“A partir do segundo CD  a banda apresentava uma sonoridade mais diversa. Cancões, rocks e o pop aliaram-se ao groove do primeiro álbum e, ao final de dois anos de turnê, o CD atinge a marca de 800 mil copias vendidas”

A ultima turnê da banda foi em 2011, em comemoração aos seus 15 anos “15 Anos na Moral” segundo o site da banda, ao todo, foram três horas de show e cinco horas de festa onde as pessoas curtiram um verdadeiro espetáculo, ouviram as melhores músicas e viveram juntos com a banda a experiência de celebrar o sucesso de anos incríveis. Uma festa diferenciada foi preparada para receber um público seleto, composto por muito gente jovem e bonita de todos os cantos do país.

As músicas são lindas, as letras lindas, e o ritmo não perde em nada para os dois últimos itens.

Confiram uma das músicas mais queridas da banda, com a letra escrita por uma ex-namorada de Rogério Flausino, que na verdade foi uma carta feita por ela para o compositor, que logo a transformou na canção “Só Hoje”.

Formação da banda:

  • Rogério Flausino – Vocal e Violão
  • Marco Túlio Lara – Guitarra
  • PJ – Baixo
  • Paulinho Fonseca – Bateria
  • Márcio Buzelin – Teclados

Referência e para mais informações, asse o site da banda.

Bruna Luiza

O pão nosso de cada dia

pao1

De origem incerta, o pão de queijo se tornou referência quando o assunto é Minas Gerais. Com inúmeras variações em sua receita, sua base leva polvilho, ovos, óleo vegetal e queijo, e por falar em queijo… O queijo produzido em Minas Gerais é reconhecido como patrimônio cultural e imaterial não apenas do Estado, como do Brasil! Motivos para orgulho da nossa receita é que não faltam, díficil mesmo é achar alguém que não goste dessa delícia.

Segundo o portal Forno de Minas, hoje o pão de queijo é exportado congelado para a América Latina, EUA, Europa e Japão, sendo a empresa, a maior responsável pela exportação do produto com o legítimo sabor mineiro.

Quanto a saúde, Segundo a pesquisa da jornalista Mariana Bueno, o pão de queijo engorda porque também tem muitas gorduras vindas do queijo e também da sua massa que geralmente leva óleo. Possui proteína, mas em menor quantidade do que os carboidratos e gorduras. Contém vitaminas em quantidades insignificantes, mas há abundância em sódio, o que é fácil de deduzir, já que o pão de queijo é relativamente salgado, sendo assim, basta moderar na hora de curtir nosso sabor mineirinho.

Como fazer?

Ingredientes

500 g de polvilho azedo
1 copo americano de água
1 copo americano de leite
1/2 xícara de óleo
2 ovo
100 g de queijo parmesão ralado
sal a gosto

Modo de Preparo

1. Em uma panela ferva a água, leite, óleo e o sal e escalde o polvilho, quando conseguir sove, quando a massa
estiver morna acrescente o queijo parmesão e os ovos, amasse novamente.

2. Coloque na forma com auxilio de uma colher, ou se preferir modele com cuidado, deixe um espaço entre os pães
de queijo, pois ele vai crescer enquanto assa.

3. Asse até que eles fiquem dourados.

E pronto! é só saborear e aproveitar esse gostinho de Minas Gerais.

Link da Receita l Referência