Professora é selecionada para conduzir a tocha olímpica em BH

A Chama Olímpica é um importante símbolo da união e paz entre os povos. A tradição determina que a chama siga viagem desde Olímpia na Grécia até a cidade sede, onde servirá para acender a pira na Cerimônia de Abertura dos Jogos. A ideia deste percurso é ir envolvendo as pessoas no clima dos Jogos Olímpicos por onde passa. E foi isto que encantou a professora Márcia Gorett Ribeiro Grossi, 51, a selecionada para conduzir a tocha em Belo Horizonte.

Continuar lendo

Fórum reuniu grandes nomes das redes sociais em Belo Horizonte

O Fórum de Mídias Sociais (FOMS) aconteceu na tarde de domingo (20) no Ouro Minas Palace Hotel e trouxe as maiores personalidades da área. O objetivo foi refletir sobre as possibilidades de empreendedorismo na internet e as novas tendências do mercado digital. A iniciativa é da Secretaria do Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais (SECTES) que busca incentivar o potencial de inovação e tecnologia dos mineiros.  Segundo o secretário Miguel Corrêa, o FOMS é uma oportunidade de conhecer casos que deram certo e aprender sobre o poder das ferramentas digitais. Continuar lendo

Carnavaliza BH

carnaval-bh-2

Uma das festas mais populares do Brasil, sem dúvida é o carnaval. Todos os anos milhares de turistas desembarcam por aqui para conhecer o grandioso festejo. Em Belo Horizonte a festa ocorre desde o surgimento da cidade, porém perdeu força em algum momento, mas vem retornando com ânimo total. Esse ano promete esquentar a cidade com blocos de rua e desfiles de escolas de samba.

Em 2015 foi surpreendente o número de foliões que encheram as ruas da cidade, aproximadamente 1.450.000 pessoas curtiram a festa na capital mineira. 2016 está prometendo ser o carnaval que irá consolidar a folia na cidade. O número de ambulantes cadastrados foi quase o triplo de 2015, o que mostra um maior interesse no carnaval de Belo Horizonte.

Para a programação completa dos blocos de rua clique AQUI.

E você, vai curtir a folia na cidade? Conte pra gente.

O charme vintage do BeHopper pelas ruas de BH

BeHoppers Lindy Hop

BeHoppers

Em 2012 um grupo de amigos entusiastas Lindy Hop estavam frustados com a falta de locais para a prática desse estilo de dança em Belo Horizonte e resolveram se unir para divulgar e promover eventos desse ritmo contagiante. Assim surgiu os BeHoppes, cujo nome foi inspirado nas iniciais da capital.

O Lindy Hop é uma dança de origem afro-americana, dançada ao som de Swing Jazz, música que surgiu com as orquestras chamadas de “big bands”, como Glenn Miller, Count Basie e Duke Elington. O estilo se tornou um enorme sucesso nos EUA e também ganhou a Europa nas décadas de 20 e 30.

Duke Elington e Big Band

Os primeiros registros de bailes do estilo foi no Harlem, bairro negro da periferia de Nova York. Apesar de ser uma época de segregação racial, o amor pela dança reuniu brancos e negros, como no salão Savoy, o primeiro a ter essa integração. No local os jovens reuniam-se para se divertir e criar novos passos de outras três danças o breakaway, o Charleston e o sapateado que misturados formavam o Lindy Hop.

Casal dançando Lindy Hop

Juntos os BeHoppes criaram a versão belorizontina do projeto “I Charleston the World” que promove a dança e já fez homenagens a cidades como Nova York, Paris, Berlim, Munique e Tel Aviv. Confira abaixo porque em poucos meses esse vídeo que é puro charme vintage se tornou um sucesso e viralizou entre os mineiros.

Keep swinging!

 

Inicia mais uma edição da Campanha de Popularização do Teatro e da Dança

Começou hoje a 42ª Campanha de Popularização do Teatro e da Dança. São 159 espetáculos, sendo 62 inéditos, 103 para o público adulto, 43 peças infantis, 11 apresentações de dança e duas de rua que poderão ser vistos até o dia 6 de março. As apresentação ocorrerão em diferentes endereços de Belo Horizonte, Betim, Conceição do Mato Dentro, Juiz de Fora, Nova Lima e Sete Lagoas.

A iniciativa do Sindicato os Produtores de Artes Cênicas de Minas Gerais (Sinparc) reduz os valores dos ingressos a preços populares de R$ 5, R$ 10, R$ 12 e R$ 15, conforme o espetáculo. Os valores são promocionais somente para os ingressos adquiridos nos postos de venda da campanha e pela internet.

Sempre um sucesso de público, os organizadores esperam um público de 350 mil pessoas. “É um programa para toda a família. Nosso sonho é levar a arte do teatro e da dança para o povo. Acho que estamos conseguindo isso nesses 42 anos de empreitada”, afirma o presidente do Sinparc, Rômulo Duque.

Para evitar filas, facilitar a compra dos ingressos, e o acesso a programação, foi lançada nesta edição o aplicativo “Vá ao Teatro MG”, que possui download gratuito e funciona tanto em smartphnes quanto tablets.

Outro aplicativo é o Cine Theatro Brasil, que apresenta a programação completa das salas de espetáculos de todo o país. Também com download gratuito, o recurso, inédito no Brasil, direciona o público para o site de compra “Vá ao teatro MG”.

Taste Vin, o pedacinho da França em BH

   image

Em uma casinha charmosa em um dos pontos mais nobres da cidade encontramos o Taste Vin. Com decoração requintada, atendimento caprichado e pratos deliciosos, é capaz de surpreender até os mais exigentes clientes. O tradicional restaurante possui mais de duas décadas de sucesso sempre no mesmo endereço.

Sua fama é por conta dos suflês do chef Rodrigo Fonseca, sempre enormes, leves e saborosos. Os mais pedidos são o de Espinafre com Passas e Maçã, o de Queijo Gruyère, e o que leva o nome do bistrô, com camarões, Gruyère e champignon, todos servem até duas pessoas e custam por volta de R$46,00.

teste
Reprodução. Foto do site oficial.

Se desejar experimentar outras delícias francesas, recomenda-se o pernil de cordeiro assado ao molho de vinho branco servido com arroz (R$ 68,00).  Sugere-se igualmente pedir de entrada o couver montado com mousse de pepino, queijo de cabra, patê de champagne, tomates semidesidratados e cesta de pães (R$32,00).

A carta de vinhos é outro destaque, a mais completa da cidade e contém todas as faixas de preço. Seu menu foi premiado seis vezes com o “Award of Excellence” pela revista Wine Spectator. O zelo do Taste-Vin é tamanho que construiu a primeira adega comercial climatizada de Belo Horizonte, com temperatura e umidade controladas, onde ficam armazenados cerca de 750 rótulos de nacionalidades diversas.  A sugestão do sommelier Denis Marconi é o tinto francês Cotes du Rhone Villages Notre Passion 2010 (R$ 78,00).

Local: Rua Curitiba, n. 2105, Lourdes. Reservas 3292-5423. De 2a. a 5a. feira, das 19h30 às 00h; Sextas e sábados, das 19h30 à 01h.

BH e Rock n’ Roll

Long-Live-Rock-n-Roll

Belo Horizonte e um capital com uma vasta diversidade musical, um dos gêneros que ganhou muito destaque aqui nos anos 90 foi o Rock n’ Roll com surgimento de varias bandas como, por exemplo, a banda Sepultura. Sendo um grande circuito do rock e uma cidade boémia nada melhor que juntar as duas coisas, por isso fizemos uma lista selecionado cinco bares de rock que você não pode deixar de conhecer.

Confira nossa lista:

Jack Rock Bar

Endereço: Avenida do Contorno, 5623 – Funcionários – Belo Horizonte/MG

Telefone: (31) 3227-4510

www.circuitodorock.com.br

Underground Pub

Endereço: Avenida Itaú, 540 – 540 – Belo Horizonte/MG

Telefone: (031) 3658-4313

Circus Rock Bar

Endereço: Rua Gonçalves Dias, 2010 – Lourdes – Belo Horizonte/MG

Telefone: 31 3275-4344

www.circusrockbar.com.br

Rota 85

Endereço: Avenida Guarapari, 85 – Santa Amélia – Belo Horizonte/MG

Telefone: (31) 3441-4501

www.rota85.com.br

Studio Bar

Endereço: Rua dos Guajajaras, 842 – Centro – Belo Horizonte/MG

Telefone: (31) 3047-1020

www.studiobar.com.br